Weby shortcut
COPI.site
UFG

Parques Tecnológicos

Atualizado em 19/11/14 09:31.

O que são Parques Tecnológicos?

Parques Tecnológicos são ambientes de inovação. Neste sentido, eles são um instrumento que visa transformar conhecimento em riqueza; eles devem ser constituídos e estruturados com essa clara e específica missão.

 

Por que implantar Parques Tecnológicos?

Parques Tecnológicos são implantados em países desenvolvidos e em desenvolvimento para dinamizar economias regionais e nacionais, agregando-lhes conteúdo de conhecimento. Com isso essas economias tornam-se mais competitivas no cenário internacional e geram empregos de qualidade, bem-estar social, além de impostos.

 

Onde implanta-los?

É típico que esses parques se localizem próximos a universidades e centros de pesquisa, geradores de conhecimento e, principalmente, de recursos humanos altamente qualificados. Essa proximidade gera sinergias e oportunidades.

 

Qual a constituição e estruturação dos Parques Tecnológicos?

Por serem empreendimentos criados e geridos com o objetivo permanente de promover pesquisa e inovação tecnológica, é necessária uma configuração que permita a cooperação entre instituições de pesquisa, universidades e empresas.

Em verdade, a experiência internacional mostra que há diversas formas de organização de parques tecnológicos, tanto no sentido de sua conformação física, como no sentido de sua relação com o Poder Público.

Fatores críticos para sua criação:

• o comprometimento dos governos municipal, estadual e federal, do setor empresarial, das universidades e dos institutos de pesquisa;

• a perspectiva de que a implantação de Parques insere-se no âmbito de programas e ações estratégicas de desenvolvimento regional e local;

• a necessidade de definição de segmentos tecnológicos em que os Parques podem atuar e ser competitivos;

O desenvolvimento de um parque tecnológico pressupõe a existência de um projeto de C,T&I que defina de forma clara os setores nos quais o poder público irá investir e os equipamentos públicos que serão necessários para incentivarem o desenvolvimento de determinado setor industrial.

Os Parques são estruturados com perfis definidos e áreas especializadas. Nesse sentido, a elaboração de estudos prospectivos é essencial para se determinar as rotas tecnológicas que devem ser perseguidas no sentido de maximizar a transformação de conhecimento em riqueza.

Cada Parque necessita desenvolver um projeto de Ciência e Tecnologia (C&T) específico, que detalhe seu perfil e as áreas onde pretende se especializar. Este projeto deve detalhar ainda a infra-estrutura e os serviços necessários que possam atrair empresas de base tecnológica para o Parque.

 

RESUMO DAS ATRIBUIÇÕES DA ENTIDADE DE C&T

ARTICULAÇÃO COM POLÍTICAS PÚBLICAS

1. Conhecer e contribuir para o desenvolvimento das políticas públicas de C&T&I;

2. Promover e favorecer a pesquisa, o desenvolvimento e a inovação local e regional mediante a oferta de tecnologias, informação e serviços;

3. Facilitar a transferência de conhecimento e tecnologia a partir das Universidades e Centros de pesquisa, visando estabelecer parcerias de empresas e instituições, para promover a inovação e o desenvolvimento do tecido produtivo com a criação de postos de trabalho;

4. Atuar, em colaboração com outros agentes, na criação, promoção e estímulo a empresas de base tecnológica, no ambiente do parque;

ESTÍMULO A EMPRESAS

5. Desenvolver uma marca de excelência para o parque de forma a agregar valor aos seus usuários;

6. Desenvolver plano de marketing para atração de empresas e investidores;

7. Monitorar o desenvolvimento da inovação tecnológica no âmbito das vocações do parque (estudos prospectivos, análises de tendências, indicadores e outros);

8. Definir critérios, analisar e autorizar a instalação de empresas no Parque Tecnológico;

9. Analisar e autorizar o desenvolvimento de novos projetos, quando de natureza distinta, por entidades já instaladas no parque;

10. Analisar e autorizar a instalação de serviços tecnológicos e de capacitação profissional que agreguem valor às empresas e instituições instaladas no parque;

11. Ofertar serviços de apoio a empreendedores instalados no parque (propriedade intelectual, treinamento, eventos e outros);

ARTICULAÇÃO COM O PROJETO IMOBILIÁRIO

12. Contribuir para a definição de critérios para instalação de serviços comerciais no parque (bancários, postais, alimentação e outros);

13. Contribuir para a política ambiental do parque e para a elaboração de código de conduta para os seus usuários;

14. Contribuir para a definição do código de obras do parque.

PLANEJAMENTO E GESTÃO

15. Elaborar, implantar e acompanhar o Plano de Desenvolvimento Estratégico de Ciência e Tecnologia do parque;

16. Elaborar e executar Plano Operacional e definir Estrutura de Gestão adequada aos objetivos do parque.

Listar Todas Voltar