Weby shortcut
COPI
UFJ
nota_sitePrancheta_1-100

Coordenação de Pesquisa e Inovação, participa de reunião promovida pela Diretoria de Transferência e Inovação Tecnológica, da Universidade Federal de Goiás.

No último dia 14 de novembro de 2018, foi realizada pela pela Pró-Reitoria de Pesquisa e Inovação, da Universidade Federal de Goiás, na Agência de Inovação, uma reunião para apresentar a nova estrutura e as metas gerais do Setor de Propriedade Intelectual e Transferência de Tecnologia institucional.

Na oportunidade, a Coordenação de Pesquisa e Inovação, da UFG/Regional Jataí, foi representada pelo coordenador de Desenvolvimento e Inovação Tecnológica, Francys Pimenta de Faria.   

Durante a reunião, o Pró-Reitor de Pesquisa e Inovação, Prof. Dr. Jesiel Freitas Carvalho, ressaltou que a Diretoria de Transferência e Inovação Tecnológica (DTIT), nos últimos anos, passou por importante reestruturação para atender as demandas na  área de Propriedade Intelectual, na Universidade Federal de Goiás.

Em seguida, o Diretor Adjunto do Parque Tecnológico Samambaia, Luizmar Adriano Junior, apresentou os principais objetivos do Setor de Propriedade Intelectual e Transferência de Tecnologia: atuação na proteção e etapas da gestão da propriedade intelectual (patentes, programas de computador, marcas e cultivares),  provenientes das pesquisas desenvolvidas pelos pesquisadores (docentes, técnicos, discentes) da Universidade; interação e etapas entre Universidade e seus parceiros (empresas, ICT’s, órgãos de governo, ONG’s, etc.) abrangendo a formalização de convênios de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D), prestação de serviços tecnológicos especializados, licenciamentos de tecnologias (patentes, softwares e cultivares), cessão de direitos de propriedade intelectual, compartilhamento de laboratórios, fornecimento de tecnologia (know how), entre outros.

Luizmar apresentou ainda as principais ações do Comitê Interno de Propriedade Intelectual, que possui como objetivo principal de assessorar o Setor de Propriedade Intelectual e Transferência de Tecnologia (PITT), nas questões que envolvam propriedade intelectual. Além disso, as principais atribuições do Comitê são: apoiar a UFG na busca de informações de caráter tecnológico, socioeconômico e ambiental visando subsidiar a decisão quanto à proteção e transferência de novas tecnologias; analisar e emitir parecer técnico sobre a conveniência e oportunidade da proteção da propriedade intelectual da UFG; revisar periodicamente a manutenção dos registros de propriedade intelectual efetuados pela UFG junto aos órgãos competentes.

Por fim, foi ressaltado que a  DTIT, da UFG está envidando, esforços, a curto e médio prazo, para maior otimização das atividades já realizadas, entre elas: 1) atualização do Comitê Interno de Propriedade Intelectual; 2) aprovação da Política de Inovação, via resolução Consuni n. 11/2018; 3) elaboração das regulamentações específicas (política de Propriedade intelectual e Transferência de Tecnologia; compartilhamento de Laboratório; alianças estratégicas; participação em capital social de empresas, entre outros; 4) mapeamento dos processos de Proteção de PI e Transferência de Tecnologia; 5) elaboração e validação de minutas modelo; 6) Levantamento de informações sobre registros de PI e 7) elaboração de uma plataforma de registro de autoria e requerimento de proteção;

Fonte: Coordenação de Pesquisa e Inovação

Categorias: Notícias